Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/1071
Authors: Seghese, Marcos Alberto
Orientador: José Ozinaldo Alves de Sena
Title: Agrotóxicos, transgênicos na agricultura e saúde humana no estado do Paraná-Brasil
Other Titles: Pesticides, transgenics in agriculture and human health in the state of Paraná-Brazil
Banca: Maria Marcelina Millan Rupp - UEM
Banca: Antônio Lorenzoni Neto - Fazolli & Lorenzoni Advogados
Keywords: Agricultura;Agrotóxicos;Transgênicos na agricultura;Pesticidas;Plantas;Pesticidas efeitos;Alimentação;Transgênicos na saúde;Paraná (Estado);Brasil.;Agriculture;Food;Pesticides;Transgenics in agriculture and health;Paraná (State);Brazil.
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Resumo: O Estado do Paraná destaca-se por ser responsável por mais de 20% da produção nacional de grãos. A agricultura paranaense utiliza intensamente os insumos disponíveis no comércio, sendo o terceiro maior consumidor nacional de agrotóxicos. No atual modelo agrícola, a aplicação de agrotóxicos é obrigatória para a obtenção de bons índices de produtividade, colocando em risco a saúde humana e demais espécies, impactando negativamente o meio ambiente. Os distribuidores e vendedores de agrotóxicos no geral estão muito mais preocupados com as cotas de vendas do quecom a segurança. Neste modelo hegemônico de agricultura domina a dimensão econômica (lucro e poder), destruindo as dimensões ecológicas, politica, social, ética, cultural dentre outras. O alimento está se transformando em mercadoria (um produto industrial) cada vez mais concentrado e determinado por poucas empresas transacionais. A alimentação está sendo dominada pela lógica privada do capital, criando um cenário produtor de doenças e de desigualdades econômicas e sociais. O estado brasileiro está perdendo a Segurança Alimentar e Nutricional e o Direitos Humanos á alimentação adequada, comprometendo toda a saúdepública e a garantia dos direitos humanos, fruto do capitalismo o campo imposto pela Revolução Verde. Os agricultores de modo geral possuem baixo nível educacionale carência de informações sobre os impactos negativos da Revolução Verde, desta forma é urgentepolíticas públicas que faça o enfrentamento de todos estes problemas descritos acima, e promover uma reflexão critica sobre os caminhos a serem seguidos em direção a uma agricultura sustentável, preservando o meio ambiente para esta geração e para as gerações futuras, pois o contrário anteciparemos a sexta extinção em massa no planeta Terra. A revisão aponta, para a correlação entre uso de agrotóxicos, de plantas transgênicas e doenças em humanos no Paraná, com destaque especial para alguns tipos de cânceres, desta forma precisa que a pesquisa se aprofunde nas investigações em relação à toxicologia dos alimentos produzidos pelo agronegócio.
Abstract: The State of Paraná stands out for being responsible for over 20% of the national production of grains. The Paraná agriculture makes heavy use of inputs commercially available, being the third largest national agrochemical consumer. In the current agricultural model, the application of pesticides is required to obtain good productivity levels, endangering human health and other species, negatively impacting the environment. Distributors and sellers of pesticides in general are much more concerned with the sales quotas than with safety. In this hegemonic model of agriculture dominates the economic dimension (profit and power), destroying the ecological dimensions, political, social, ethical, cultural and others. The food is turning into a commodity (an industrial product) increasingly focused and determined by a few transnational companies. Power is being dominated by the private logic of capital, creating a producer scenario of diseases and economic and social inequalities. The Brazilian state is losing the Food and Nutritional Security and Human Rights will adequate food, compromising the entire public health and guarantee of human rights, capitalism fruit by the Green Revolution tax field. The general farmers have low educational level and lack of information about the negative impacts of the Green Revolution in this way is an urgent public policies that make the face of all these problems described above, and promote a critical reflection on the paths to be followed in towards sustainable agriculture while preserving the environment for this generation and for future generations, as otherwise we anticipated the sixth mass extinction on Earth.
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/1071
Appears in Collections:2.1 Dissertação - Ciências Agrárias (CCA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000225230.pdf921,04 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.