Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/1658
Authors: Yoshimura, Emerson Henri
Orientador: Lúcia Maria Zeroula
Title: Aditivo a base de própolis na alimentação de bovinos : estudo in vitro e in vivo
Banca: Antonio Ferriani Branco - UEM
Banca: Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo - UEM
Keywords: Bovinos de corte;Nutrição;Própolis;Aditivos;Própolis e antimicrobiano;Parâmetros ruminais;Brasil.;Cutting cattle;Nutrition;Propolis;Additions;Propolis and antimicrobial;Ruminal parameters;Brazil.
Issue Date: 2012
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Resumo: Objetivou-se avaliar doze produtos à base de própolis e a monensina sódica acrescidos a rações com razão volumoso:concentrado, 70:30 e 40:60 com base em parâmetro de digestibilidade in vilro da matéria seca (DIVMS), concentração de Namoniacal (N-NH3) e ácidos graxos de cadeia curta (AGCC). Os produtos a base de própolis foram preparados em quatro concentrações de própolis e três extrações alcoólicas, diferindo nas concentrações de compostos fenólicos. Posteriormente, avaliou-se um dos produtos à base de própolis LLOS Cl++ (três vezes a dose inicial) e a monensina sódica sobre o desempenho de novilhas Nelore em pastejo de Tifton 85, no período de janeiro a março de 2011. O ensaio de DIVMS foi conduzido de acordo com a técnica de um estágio por um período de 24 horas de fermentação tuminal. O delineamento foi inteiramente casualizado e os dados analisados por meio de contrastes ortogonais. Na ração 70:30, a extração dos produtos à base de própolis com teor alcoólico 2 apresentou melhor DIVMS. e as concentrações C (45,3%) e D (45,6%) foram superiores às concentrações A (41 ,9%) e B (42,7%). A concentração de própolis A apresentou menor concentração de N-NH3, e as concentrações C e D reduziram a proporção de acetato, razão A:P e aumentaram a proporção de propionato. Na ração 40:60. o teor alcoólico 1 (139.3 mM) apresentou maior produção total de AGCC, comparado ao álcool 2 (119,8 mM) e álcool 3 (108,7 mM), porém não houve efeito entre os teores alcoólicos e entre as concentrações de própolis para a DIVMS, N-NH3, acetato. propionato. hutirato e razão A:P. Na segunda etapa, foram utilizados três piquetes de 2,9 hectares, sendo adotado o método de pastejo sob lotação contínua com carga variável. Foram utilizadas 54 novilhas Nelore, peso inicial médio de 304,6 ± 13,5 1Kg e distribuídas num delineamento experimental inteiramente casualizado. Os animais foram submetidos aos seguintes tratamentos: controle (sem aditivo); própolis (LLOSC++) 33.24 mg/animal de fiavonoides totais em apigenina; e monensina sódica 100 mg/animal. Os aditivos e o suplemento mineral (50 g/animal) foram veiculados juntamente com 200 g de milho moído, sendo fornecidos diariamente às 17 horas. O uso dos aditivos à base de própolis proporcionou maior ganho médio diário, em relação ao controle no primeiro (0,812 vs 0.562kg/dia) e segundo (0,569 vs 0,477 kg/dia) período e não diferiu da monensina
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/1658
Appears in Collections:2.1 Dissertação - Ciências Agrárias (CCA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000197475.pdf981,01 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.