Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/1661
Authors: Bertapelli, Marcelo
Orientador: Clóves Cabreira Jobim
Title: Altura de corte na composição nutricional da forragem e nos nutrientes minerais da fração não colhida de milho para silagem
Banca: Marcos Weber do Canto - UEM
Banca: Antonio Saraiva Muniz - UEM
Keywords: Silagem de milho;Composição química;Altura do corte;Solo;Resíduo de cultura;Absorção;Brasil.;Corn silage;Chemical composition;Cutting height;Soil;Crop residue;Absorption;Brazil.
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Resumo: Foi avaliado o efeito de quatro alturas de corte (15, 25, 35 e 50 cm) sobre a qualidade da silagem de milho e o potencial de restituição ao solo de nutrientes minerais provenientes da fração não colhida de milho. O híbrido de milho utilizado foi o Dekalb 789, sendo que no ponto de ensilagem as plantas foram colhidas conforme a altura de corte pré-determinada. Foram utilizados 16 silos experimentais de PVC de 20 cm de diâmetro por 40 cm de altura, sendo quatro repetições para cada tratamento. Na fração não colhida, em cada altura de corte, foram determinados os teores de MS, MM, MO e de macronutrientes (N, P, K, S, Ca, e Mg) e de micronutrientes (Zn, Cu, Fe e Mn). As produtividades de leite por tonelada de silagem e por hectare foram estimadas através do modelo Milk 2006. A produtividade da forragem ensilável foi de 12,2 t de MS/ha. A participação dos diferentes componentes estruturais da planta de milho no total da forragem ensilada (MS) foi de 39,47% de espigas, 34,42% de colmos e 24,22% de folhas e 1,89% de panículas. A elevação da altura de corte de 15 para 50 cm reduziu a produtividade da MS em 10,6% e elevou os teores de PB (7,88 a 9,00% MS), EE (1,84 a 2,33% MS) e FDA (31,75 a 28,00% MS). A eficiência alimentar da forrageira melhorou, elevando os valores de NDT (65,50 a 68,23) e de ELl (1,21 a 1,27), porém ocorreu redução da produtividade estimada de leite/ha (11.887 a 10.740 litros). As maiores alturas de cortes avaliadas, 50 cm para N, S, Ca, e Mg e 35 cm para P e K em relação ao nível do solo, promoveram as restituições ao sistema de produção de 24,9% do K, 17% do Ca, 16 % do Mg, 9 % do N e 5,6% do P do total extraído de cada nutriente mineral. Da mesma forma, o retorno potencial dos micronutrientes extraídos pelas plantas de milho foi de 13% do Cu, 6% do Zn e 30% do Mn. A elevação da altura de corte da planta de milho possibilitou, através da fração não colhida, aumento significativo na restituição de macronutrientes ao sistema de produção. Porém, para as condições do experimento, apresentou redução da produtividade de leite.
Abstract: The effect of four cutting heights were evaluated (15, 25, 35 and 50 cm) on the corn silage quality and the potential of nutrients restitution to the soil obtained from corn crop residues. The corn hybrid used was Dekalb 789. The plants were harvested, at the point of silage, according to the predetermined cutting height. Sixteen experimental silos of PVC were utilized with 20 cm of diameter and 40 cm of height, including four repetitions for each treatment. On the residues in each cutting height were determined the contents of DM, MM, OM and macronutrients (N, P, K, S, Ca and Mg) and micronutrients (Zn, Cu, Fe and Mn). The production of milk per ton of forage and per hectare was estimated using the model Milk2006. The productivity of biomass was 12.2 t of DM/ha. The participation of different corn components on total ensiled biomass total (DM) was 39.47% of corn cobs, 34.42% of corn stalk, 24.22% of leaves and 1.89% of panicles . The height of harvest increasing from 15 cm to 50 cm reduced 10.6% DM productivity and increased the CP levels (7.88% to 9.00% DM), EE (1.84% to 2.33% DM) and FDA (31.75% to 28.00%DM).The forage feed efficiency improved, increasing the levels of TDN (65.50 to 68.23) and of ELl (1.21 to 1.27), however there was a reduction on the estimated yield of milk/ha (11.887 to 10.740 liters). The highest cutting heights evaluated 50 cm to N, S, Ca, and Mg, and 35cm to P and K, (related to the soil level) promoted the restitution to the soil of 24.9% of K, 17% of Ca, 16% of Mg, 9% of N and 5.6% of P of the total extracted from each mineral nutrient. On the same way the potential return of micronutrients extracted by the corn crops were 13% of Cu, 6% of Zn and 30% of Mn. The increase on the corn cutting height enabled, through the residues, a significant increase on the restitution of macronutrients to the production system. However for the experiment conditions, resulted on milk productivity reduction.
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/1661
Appears in Collections:2.1 Dissertação - Ciências Agrárias (CCA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000213788.pdf1,24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.