Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/3192
Authors: Nazaré, Marcela Peregrino Bastos de
Orientador: Carla Cecília Rodrigues Almeida
Title: Ação "pela" e "na" internet: impactos dos usos das novas tecnologias de comunicação e informação nas ações políticas do movimento LGBT brasileiro
Other Titles: Action "by" and "in" Internet: impacts of the uses of the New Technologies of Information and Communication in political actions of the Brazilian LGBT movement
Banca: Marcelo Kunrath Silva - UFRGS
Banca: Ednaldo Aparecido Ribeiro - UEM
Keywords: Ciências Sociais;Cultura;Novas tecnologias;Movimentos;LGBT;LBGLT;Comunicação e Informação;ABGLT;Movimento LGBT Brasileiro;Associação Brasileira de Lésbicas;Gays;Travestis e Transexuais (ABGLT);NTICs;Repertórios de ação;Brasil.;Brazilian LGBT movement;The brazilian lesbian;Gay;Bisexual;Transvestite and transsexual association;ABGLT;NTICs;Repertoires of collective action;Brazil.
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Resumo: Tendo em vista a importante presença das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs), em especial da internet, no cotidiano dos grupos do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais) brasileiro, o presente trabalho buscou responder as seguintes questões: que impactos os empregos das (NTICs) trazem para a dinâmica organizacional do movimento? Quais mídias sociais digitais são utilizadas, como, quando e com quais propósitos são empregadas? Quais repertórios de ação o emprego da internet disponibiliza? Quais as "rotinas" de ação existentes no ciberespaço? Que resultados trazem para a ação política do movimento? Para tanto, a metodologia empregada foram entrevistas semi estruturadas com representantes dos grupos LGBTs que fazem parte da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais (ABGLT) e leituras dos sites e blogs das entidades. A internet, na medida em que serve como meio e espaço para a ação política, disponibiliza alguns repertórios de ação. Tais repertórios implicam em rotinas que se dão "pela" internet, devido ao fato dos grupos a utilizarem como meio para a ação, e "na" internet, tendo em vista que algumas rotinas acontecem no ciberespaço. Com a pesquisa, foram identificados dois repertórios disponibilizados pelo ciberespaço. O primeiro é o repertório de mobilização online, no qual os militantes, por meio de rotinas de ação como panfletagem online, abaixo assinados online, petições públicas, twitaço, têm atingido e mobilizado a comunidade LGBT e a população em geral em torno de suas atividades. O segundo é o repertório de interação online. O facebook, blogs, sites, e-mail se configuram como recursos por meio dos quais os grupos podem ecoar seus valores, preocupações e interesses. Essas mídias também são espaços onde os grupos interagem com seu público alvo, simpatizantes, grupos do movimento LGBT e seus parceiros, tais como outros movimentos sociais, parlamentares, organizações internacionais. O repertório de interação online para o movimento LGBT traz impactos sobre as relações dos grupos com o seu público e a população em geral. Ao contrário do que diz parte da literatura sobre participação, novas formas de ativismo e internet, em relação ao movimento LGBT, a interação estabelecida por meio da utilização das novas tecnologias de comunicação e informação tem resultado na criação de novos vínculos, em mudanças significativas nas relações interpessoais e em comprometimentos que geram participação offline.Tais mudanças estão vinculadas a uma característica específica do movimento, a dificuldade de interpelar o seu público alvo, e à ruptura da dicotomia "dentro" e "fora" do armário proporcionada pela utilização dos recursos do ciberespaço. Tendo em vista a utilização da internet pelo movimento, os recursos do ciberespaço se configuram também como esfera pública deliberativa, fato que traz como impacto para os grupos a aceleração de suas políticas e a viabilização de ações entre as entidades e parceiros da ABGLT. Além disso, por meio das mídias sociais digitais os grupos divulgam informações e notícias para o seu público e a população em geral e também complementam, aprofundam e qualificam informações sobre fatos que dizem respeito à comunidade LGBT e que foram trazidos à cena pública por outras mídias.
Abstract: Given the significant presence of the New Technologies of Information and Communication (NTICs), especially the Internet, in everyday movement groups LGBT (Lesbian, Gay, and Transgender) Brazil, this study sought to answer the following questions: what impacts of the jobs (NTICs) bring to the organizational dynamics of the movement? Which digital social media are used, how, when and with what purposes are employed? What repertoires of action provides the use of internet? What "routines" of action existing in cyberspace? What results bring to the political action of the movement? Therefore, the methodology used were semi-structured interviews with representatives of LGBT groups that are part of the Brazilian Association of Lesbian, Gay, and Transgender (ABGLT) and readings of websites and blogs entities. The internet, as it serves as a means and space for political action, offers some repertoires of action. Such repertoires imply routines that take place "by" internet due to the fact the groups to use as a means of action, and "on" the Internet, given that some routines happen in cyberspace. Through research, we identified two repertoires offered by cyberspace. The first is the repertoire of online mobilization, in which the militants through routines as leafleting action online, online undersigned, public petitions, twitaço have reached and mobilized the LGBT community and the general public about its activities. The second is the repertoire of online interaction. The facebook, blogs, websites, e-mail are configured as resources by which groups can echo their values, concerns and interests. These media are also spaces where groups interact with their target audience, supporters, groups of the LGBT movement and its partners, such as other social movements, parliamentarians, international organizations. The repertoire of online interaction for the LGBT movement brings impacts on relations with groups of your audience and the general population. Unlike says that part of the literature on participation, new forms of activism and the internet, over the LGBT movement, interaction established through the use of new information and communication technologies has resulted in the creation of new bonds in significant changes in interpersonal relationships and commitments that generate participation offline. This changes are linked to a specific characteristic of the movement, difficult challenge its audience, and to break the dichotomy between "inside" and "outside" of the cabinet provided by the use of resources cyberspace.
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/3192
Appears in Collections:2.6 Dissertação - Ciências Humanas, Letras e Artes (CCH)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000216955.pdf4,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.