Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5039
Authors: Gimenes, Márcio Rodrigo
Orientador: Luiz dos Anjos
Title: Estudos ecológicos dos ciconiiformes (aves) nos hábitats de forrageamento da planície alagável do alto rio Paraná, Brasil.
Banca: Maria Virgínia Petry - Unisinos, RS
Banca: Wesley Rodrigues Silva - Unicamp, SP
Banca: Luiz Carlos Gomes - Nupélia/UEM
metadata.dc.contributor.referee4: Erivelto Goulart - Nupélia/UEM
Keywords: Aves;Ciconiiformes;Hábitats de forrageamento;Disponibilidade de presas;Planície alagável;Alto rio Paraná;Comportamento social;Brasil.;Birds;Ciconiiformes;Foraging habitats;Floodplain;Upper Paraná River;Brazil.
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Resumo: : Cap.1. The structure and composition of Ciconiiformes community in the foraging habitats on the floodplain of the upper river Paraná, Brazil, as well as the possible seasonal variations in the selection of these habitats for each species and the seasonal population fluctuations of the species in the studied habitats were analyzed. Four foraging habitats were considered: rivers, channels, connected lagoons and disconnected lagoons. Data on prey availability (fish) in the foraging habitats along the sampling period were obtained. Quarterly samplings of Ciconiiformes were conducted in 2002 and 2003, by foot or by boat. A total of 15 species of Ciconiiformes was registered in the area, and connected lagoons presented the highest species number and highest abundance for most species. Egretta thula, Mycteria americana, Platalea ajaja and Jabiru mycteria were the species more dependent on high-quality patches, because they frequently selected connected lagoons (habitat with highest prey availability) and abandoned the area during flood. Ardea cocoi, Ardea alba and Tigrisoma lineatum were not so dependent on highquality patches, using habitats with lower prey availability and they did not abandon totally the area during flood. Variations in the foraging techniques and social behavior explain that difference between the two groups. Besides a considerable species number, the study area can have special importance as feeding place for the Pantanal populations of M. americana and P. ajaja during migration to Argentina and Rio Grande do Sul. Management strategies that maintain the hydrologic regime more similar possible to the natural are necessary in order to promote an enhancement of the area as foraging place for Ciconiiformes.
Abstract: ap.1. Foram analisadas a estrutura e composição da comunidade de Ciconiiformes nos hábitats de forrageamento da planície alagável do alto rio Paraná (Brasil), as possíveis variações sazonais na seleção destes pelas espécies registradas e as flutuações populacionais sazonais das mesmas nos hábitats estudados. Quatro categorias de hábitats de forrageamento foram consideradas: rios, canais, lagoas abertas e lagoas fechadas. Informações sobre a disponibilidade de presas (peixes) nos hábitats de forrageamento foram obtidas ao longo do período amostral. As amostragens dos Ciconiiformes foram trimestrais em 2002 e 2003, a pé ou com o auxílio de uma lancha. Um total de 15 espécies de Ciconiiformes foi registrado na região, tendo as lagoas abertas apresentado a maior riqueza de espécies e maior abundância para a maioria das espécies. Egretta thula, Mycteria americana, Platalea ajaja e Jabiru mycteria foram as mais dependentes das manchas de melhor qualidade, pois selecionaram freqüentemente as lagoas abertas (hábitat com maior disponibilidade de presas) e abandonaram a área na cheia. Ardea cocoi, Ardea alba e Tigrisoma lineatum não foram tão dependentes das melhores manchas, utilizando hábitats com menor disponibilidade de presas e não abandonando totalmente a área na cheia. Variações nas técnicas de forrageamento e comportamento social explicam a diferença entre os dois grupos. Além de uma considerável riqueza de espécies, a área de estudo pode ter especial importância como local de alimentação para as populações pantaneiras de M. americana e P. ajaja durante a migração até a Argentina e o Rio Grande do Sul. Fazem-se necessárias estratégias de manejo que mantenham o regime hidrológico o mais próximo possível ao natural, a fim de promover um realçamento da área como local de forrageamento para os Ciconiiformes.
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5039
Appears in Collections:3.2 Tese - Ciências Biológicas (CCB)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000157675.pdf994,95 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.