Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5698
Authors: Codonhato, Renan
Orientador: Vieira, Lenamar Fiorese
Title: Resiliência, estresse e lesões no contexto da ginástica rítmica de elite
Keywords: Resiliência psicológica;Estresse;Lesões esportivas;Ginástica rítmica
Issue Date: 2017
Citation: CODONHATO, Renan. Resiliência, estresse e lesões no contexto da ginástica rítmica de elite. 2017. 96 f. Dissertação (mestrado em Educação Física)--Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual de Londrina, 2017, Maringá, PR.
Abstract: Resumo: Esta dissertação teve o objetivo de estudar as relações entre resiliência psicológica, estresse e lesões no contexto esportivo de elite. O trabalho foi dividido em duas partes: O Estudo 1 corresponde a uma revisão sistemática dos estudos abordando a resiliência psicológica no contexto esportivo; e o Estudo 2 que compreende uma investigação original sobre as relações entre resiliência, estresse e lesões na Ginástica Rítmica de elite. O Estudo 1 teve o objetivo de revisar, de forma sistemática, os estudos sobre resiliência psicológica no contexto esportivo, bem como as suas relações com outras variáveis. Seguindo as diretrizes PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Review and Meta-Analyses), 44 trabalhos foram selecionados e analisados por meio da análise de conteúdo e metassumarização. Os resultados do estudo 1 evidenciaram que a resiliência possui papel influente no processo de percepção, avaliação e interpretação de estressores, por suas relações com outras variáveis positivas (esperança, otimismo, hardiness, robustez mental, autoeficácia, inteligência emocional e assets), e relações negativas com o estresse, o cortisol, a ansiedade, o burnout e a depressão; a resiliência também parece influenciar na forma com que a atleta lida com o estresse (coping); maiores níveis de resiliência apresentaram relações positivas com aspectos da qualidade de vida; a prática esportiva foi considerada como importante promotor de resiliência. Conclui-se que a resiliência possui papel importante no contexto esportivo, por influenciar positivamente o enfrentamento das adversidades advindas desse contexto; por outro lado, esse ambiente esportivo é também promotor de resiliência. O Estudo 2 teve como objetivo estudar as relações entre a resiliência, o estresse e lesões no contexto esportivo de elite. Participaram 08 atletas do sexo feminino (20,4±2,5 anos), que faziam parte da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica durante o ciclo Olímpico de 2015-2016. Os instrumentos foram os testes psicométricos RESTQ-76 Sport e CD-RISC 10; análise documental de registros fisioterapêuticos e questionário estruturado. Para análise dos dados foram utilizados os testes Shapiro-Wilk, ANOVA de medidas repetidas, teste "t" de Student, Friedman, correlação de Pearson, e "d" de Cohen; a análise temática indutiva foi usada para os questionários. Como resultados, foram encontrados níveis relativamente estáveis de estresse e recuperação ao longo da temporada; os níveis de recuperação total foram superiores aos níveis de estresse em todos os momentos avaliados (p<0,05); todas as atletas sofreram ao menos uma lesão, e totalizaram 14 lesões; 75% das atletas apresentaram aumento em seus níveis de resiliência; o modelo hipotetizado propõe que, nas relações entre estresse e lesões, a resiliência atua otimizando o processo de reabilitação das lesões. Concluiu-se que a resiliência exerce um papel importante no processo de reabilitação das lesões e controle do estresse
Abstract: This dissertation had the goal to study the relationships between psychological resilience, stress and injuries in the elite sports context. The work was divided in two parts: The Study 1 corresponds to a systematic review of the studies regarding psychological resilience in the sports context; and the Study 2, which comprehends an original investigation about the relations between resilience, stress and injuries in the Elite Rhythmic Gymnastics. The Study 1 had the goal to systematically review the literature about resilience in sports, as well as its relationships with other variables. Following PRISMA guidelines (Preferred Reporting Items for Systematic Review and Meta-Analyses), 44 studies were selected and analyzed through content analysis and meta sumarization. Study 1 results had shown that resilience plays an influent role in the process of perception, evaluation and interpretation of stressors, due to its relationship with other positive variables (hope, optimism, hardiness, mental toughness, self-efficacy, emotional intelligence and assets), and negative relations with stress, cortisol, anxiety, burnout and depression; resilience also seems to influence in the way an athlete deals with stress (coping); higher levels of resilience presented positive correlations with quality of life aspects; sports practice was considered an important resilience promotor. It was concluded that resilience plays an important role in sports context, by positively influencing the process of facing the context’s adversities; on the other hand, such environment is also a promotor of resilience. The Study 2 had the goal to study the relationships between resilience, stress and injuries in the elite sports context. Eight female athletes (20.4±2.5 years old) who were part of the Rhythmic Gymnastics Brazilian Team during the 2015-16 Olympic cycle participated in the study. Instruments used were the RESTQ-76 Sport, the CD-RISC 10, documental analysis of the team’s physical therapy records, and structured questionnaire. Data was analyzed through Shapiro-Wilk, Repeated Measures ANOVA, T test, Friedman, Pearson correlation and Cohen’s D and thematic inductive analysis for questionnaires. As results, relatively stable levels of stress and recovery were found along the season; recovery levels were superior to stress levels in all assessments (p<0.05); all athletes were injured at least once, for a total of 14 injuries; 75% of the athletes presented an increase in their resilience levels; the hypothesized model proposes that, in the stress-injury relationship, resilience acts by optimizing the injury rehabilitation process. It was concluded that resilience plays an important role in the process of recovery from injuries and stress control
Description: Orientador: Prof.ª Dr.ª Lenamar Fiorese Vieira
Dissertação (mestrado em Educação Física)--Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual de Londrina, 2017
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5698
Appears in Collections:2.3 Dissertação - Ciências da Saúde (CCS)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Renan Codonhato_2017.pdf3,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.