Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5926
Authors: Martins, Milene Rodrigues
Orientador: Neves, Marcos Cesar Danhoni, 1963-
Title: Uma abordagem histórica sobre conceitos de força nos séculos XVII e XVIII : compreensão acerca do processo de transposição didática no contexto acadêmico
Banca: Assis, André Koch Torres, 1962-
Banca: Fusinato, Polonia Altoé
Banca: Gurgel, Ivã
metadata.dc.contributor.referee4: Oliveira, André Luis de
metadata.dc.contributor.referee5: Batista, Michel Corci
Keywords: Mecânica;Ensino de física;Transposição didática;Livros didáticos
Issue Date: 2020
Publisher: Universidade Estadual de Maringá
Citation: MARTINS, Milene Rodrigues. Uma abordagem histórica sobre conceitos de força nos séculos XVII e XVIII: compreensão acerca do processo de transposição didática no contexto acadêmico. 2020. 285 f. Tese (doutorado em Matemática) - Universidade Estadual de Maringá, 2020, Maringá, PR.
Abstract: RESUMO: A "força" é um dos primeiros constructos teóricos a ser abordado no contexto escolar e acadêmico. Trata-se de um conceito basilar, de definições polissêmicas, que perpassa toda a Física e foi fundamental para o desenvolvimento desta. Tendo em vista que, tanto nos livros didáticos quanto na bibliografia em geral, é dada pouca ênfase à sua significação e construção histórica, este trabalho tem como objetivo compreender de que modo os conceitos de força nos séculos XVII e XVIII alcançam o processo de transposição didática e como a historiografia se apresenta no contexto acadêmico. Para atender a este propósito, buscou-se promover um resgate das concepções de importantes e, por vezes, desconhecidos estudiosos pertencentes ao referido período. Ademais, foi realizada uma pesquisa junto aos manuais didáticos voltados ao Ensino Superior, a fim de identificar como os conceitos de força, em particular na Mecânica, são apresentados nessas obras. Em complemento, foi realizada uma investigação com cinco professores universitários de uma instituição pública do estado do Paraná, de acordo os pressupostos da pesquisa fenomenológica, com o intuito de encontrar indícios de como se deu a construção destes conceitos e, de maneira indireta, entender como e se a História da Física está presente em suas práticas didáticas. Ao fim das análises, pode-se identificar que a versão que é sucintamente difundida, nos livros-texto e na maioria das concepções dos docentes, não corresponde ao recorte histórico apresentado, pois refere-se a uma abordagem essencialmente direcionada à mecânica newtoniana, que suplanta indevidamente as contribuições de seus predecessores e sucessores. A invisibilidade da história mostra-se como um problema, no sentido em que a memória histórica do desenvolvimento dos conceitos de força está se esvaindo, cedendo espaço a argumentos de autoridade que, com efeito, corroboram para uma concepção de ciência aproblemática e linear.
ABSTRACT: The "force" is one of the first theoretical constructs to be addressed at school and academic context. It refers to a basilar concept, of polysemic definitions, which pervades the entire Physics and was fundamental to its development. considering that, even in textbooks and the general bibliography, little emphasis is given to its significance and historical construction, so this work has as its goal to understand in which way the force concepts in the 17th and 18th centuries reach the didactic transposition process and how the historiography promptly presents itself in the academic context. To address this purpose, we have sought to promote a conception rescue of important and sometimes even unknown scholars involved in that period. In addition, a survey was performed on college education manuals in order to identify how the concepts of force, particularly in the Mechanics field, are being presented in these works. Further, an investigation was carried out with five university professors from a public institution in the state of Paraná, according to the assumptions of phenomenological research, in order to find evidences of how these concepts were constructed and, indirectly, to understand how and if the history of Physics is present in their didactic practices. At the end of the analysis, it can be concluded that the version that is succinctly disseminated in textbooks and in most of the teachers' conceptions does not correspond to the historical outline presented, as it refers to an approach essentially related to Newtonian mechanics, which unduly supplants the contributions of its predecessors and successors. The invisibility of history shows itself as a problem, in the sense that the historical memory of the development of the concepts of force is fading, giving way to arguments of authority, which, in effect, corroborate to an aproblematic and linear conception of science.
Description: Orientador: Prof. Dr. Marcos Cesar Danhoni Neves
Coorientador: Daniel Gardelli
Tese (doutorado em Matemática) - Universidade Estadual de Maringá, 2020
URI: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5926
Appears in Collections:3.5 Tese - Ciências Exatas (CCE)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Milene Rodrigues Martins_2020.pdf2,61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.